terça-feira, 15 de dezembro de 2009

NÍVEIS

Se na liberdade de imprensa vamos ao nível do Sudão, nos comboios vamos ao nível da Argélia.
Daqui.

Sem comentários: