segunda-feira, 15 de março de 2010

CONGRESSO DO PSD


Algumas notas haverá a deixar sobre o congresso do PSD. A primeira é que, de facto, vale a pena ter congressos antes das eleições. O partido une-se, partilha, dá mostras de vivacidade e mostra-se ao país. Tudo isso é positivo. Aquilo que não percebo porque se fala de eleições directas durante o congresso (algo que é pouco exequível) e não se fala de simplesmente se reeditar aquilo que se passou este fim de semana: Congresso, candidaturas apresentadas até uma semana depois, directas uma semana depois do prazo das listas. Assim, temos campanha mediática, congressos "à antiga" e directas exequíveis. Na semana a seguir às directas (ou após a 2ª volta), o mesmo congresso reúne novamente para aprovar os órgãos nacionais e para a cerimónia de encerramento. Não vejo qual o problema e  o que se passou neste fim de semana mostra que seria interessante.

Sem comentários: