segunda-feira, 15 de março de 2010

UM FEDOR INSUPORTÁVEL

é o que estes sinistros dirigentes do Partido Socialista e do Governo deixam na Democracia Portuguesa. A sério, eu defendo a presunção de inocência, mas caso após caso, escuta após escuta, carta após carta, os "casos" do PM não só não se explicam como, pelo contrário, se adensam e multiplicam. Quando dirão os Portugueses basta?

2 comentários:

Joe Bernard disse...

É que já são tanto, tantos casos, desde as aldrabiçes na Assembleia da república, com o curso, passando pelas "casinhas" e "liceciatura domingueira". que o homem pode falar verdade que já ninguém acredita.

HaAs JaGeR disse...

Pois, esse é o problema. E com ele arrasta a classe política inteira