Pensamento, m. - Acto ou efeito de pensar. Qualquer acto de inteligência. Fantasia. Ideia. Espírito. Uso da razão. Reflexões

quinta-feira, junho 03, 2010

FAÇA O FAVOR DE NOMEAR OUTRO

Considerando o facto do Governo se preparar para, despudorada e abertamente, infringir a Constituição (contradizendo mais uma vez - já são centenas - aquilo que dizia nem há duas semanas) a propósito da questão da retroactividade fiscal, só posso concluir uma coisa: é o fim do mundo. Se a Constituição pode ser infringida em nome do interesse público então para que serve a Constituição? Eu elucido: a Constituição serve para garantir que os diferentes poderes não abusam, não se atropelam e que os "as liberdades, direitos e garantias" dos cidadãos - o povo - são cumpridos. Poder infringir a Constituição significa poder fazer o que apetece a quem pode, porque pode. A frase de Teixeira dos Santos só demonstra a debilidade de carácter, a fragilidade intelectual e a desenvergonhada vergonha desta gentalha que nos governa. Para eles, os dos gravadores, dos Freeports e das Faces Ocultas a lei, dobrada, forçada e espremida, só serve mesmo quando é para impedir escutas, depoimentos e que a verdade (parte dela, pelo menos) venha ao de cima. É por demais evidente que o Presidente da República, para assegurar o regular funcionamento das instituições, não poderá permitir tal coisa. Mais: já chega. Chega disto, chega de Sócrates, chega desta gente bandalha e incompetente. Chega de casos, chega de mentiras e chega de negociatas que lesam, roubam e depauperam o país em biliões. Chega. Basta. Não pode haver eleições por causa dos mercados e tal? Muito bem. Então combine-se com a Oposição, faça o Sr. Presidente o que tiver que fazer, mexa-se e remexa-se, este Governo tem de ser demitido e o Presidente da República, no actual quadro parlamentar, faça o favor de nomear outro Primeiro-Ministro.

Sem comentários: