segunda-feira, 27 de setembro de 2010

AS BESTAS

Existe a ideia de que somos seres racionais. É mentira. A Razão é, a meu ver, algo exterior à identidade humana; é um sistema universal pelo qual (tal como os planetas) perpassamos as nossas vontades. O argumento racional é posterior ao nosso querer, deriva da nossa preferência: é, portanto, justificativo. Ou seja: escolhemos de acordo com a nossa vontade (a emoção, entenda-se) e depois justificamos porque fizemos essa mesma escolha. Só assim se explica a capacidade esdrúxula de argumentar o indefensável. Pela mesma razão se compreende como duas pessoas, de coração aberto e boa vontade, conseguem, a propósito do mesmo assunto, argumentar posições  adversas com proposições igualmente válidas. Não há ciência, há ideologia; não há progresso, há um sonho.

Sem comentários: