sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

A GUERRA

O sábio sabe, porque ninguém nasce ensinado, como é ser ignorante; o ignorante, porque não sabe, desconhece o que é ser sábio. Por estas duas singelas razões, o sábio consegue colocar-se no papel do ignorante ao passo que o ignorante não se consegue colocar no papel de ninguém. O sábio, através da empatia - a capacidade de se colocar no papel do Outro - percebe a inutilidade de tudo, coisa que lhe transmite a serenidade da aceitação; já o ignorante vê a serenidade do sábio e por isso cobiça-lhe a sabedoria. E assim, da inveja dos ignorantes, se faz a guerra.

Sem comentários: