sexta-feira, 2 de março de 2012

CONFISSÕES DE UM LIBERAL



As consequências do endividamento americano e da política de produção de dinheiro por parte da Reserva Federal Americana e como a falência e o incumprimento da dívida serão o cenário mais provável numa palestra brilhante de Peter Schiff, o homem que previu a crise de 2008 quando ninguém acreditava nele. Uma autêntica aula de economia que explica bem como a consequência a longo prazo de "demasiado Estado" é pouca produtividade, endividamento e o consequente empobrecimento: e nós, portugueses, somos a prova viva de tal coisa.

Sem comentários: