segunda-feira, 19 de março de 2012

TEMPOS DO TEMPO

Viver o passado ou viver o presente são experiências muito distintas: olhando para o passado vêmo-nos de fora, como que num filme que foi nosso, onde somos uma personagem que analisamos; no presente sentimos e esquecemos a personagem que somos porque estamos demasiado ocupados a interagir com que nos acontece. Ou seja: se eu quiser viver o passado como vivo o presente, não consigo porque já não lá estou; se eu quiser viver o presente como vivo o meu passado, desperdiço a vida porque não a sinto.

Sem comentários: