quinta-feira, 28 de março de 2013

O REGRESSADO

Não vi a entrevista a sócrates, o pequeno. No entanto, apanhei algumas coisas sobre o conteúdo da dita pelo Facebook e houve um fogacho de sapiência que me parece paradigmático: um comentário onde o regressado aparentemente terá esclarecido não haver distinção entre 'filosofia' e 'ciência' política. Poderia utilizar a afirmação para dizer que o energúmeno não sabe do que fala mas parece-me curto. Ele sabe do que fala. E se assim for apenas uma conclusão subsiste: é sócrates, o pequeno, o portento da sapiência, um iluminado que transforma o exercício da dúvida na mais fina certeza absoluta e inabalável. Uma maravilha. E regressado, que nem o Ressuscitado, imagina-se agora, naturalmente, capaz de milagres: afinal quem reduz o infinito à infalibilidade positiva é capaz disso e muito mais. Não foi à toa que escolheu a Páscoa para regressar, pois claro: o circo está montado. Adivinhem quem são os palhaços?

Sem comentários: