segunda-feira, 2 de junho de 2014

UM PROCESSO (IV)

Imaginar a felicidade como um resultado final estático, e permanente, tem ainda outra dificuldade: um sucesso é um passo na direcção certa, mas um insucesso é um fracasso e, por conseguinte, um passo na direcção oposta. Assim, os insucessos tornam-se motivos de grande angústia e impeditivos de viver o dia-a-dia com tranquilidade. Pior ainda, por vezes são motivo de vergonha, sentimentos de fracasso, derrota, etc.. Já para quem interpreta a vida feliz como um processo de aprendizagem, e porque aprendemos por tentativa e erro, então os insucessos são mais facilmente aceites porque implicam crescimento, mais sabedoria e, naturalmente, entendem-se como fazendo parte da vida feliz.

Sem comentários: